Britânica acha que fazer sexo é repugnante

Lisa Smith, uma britânica de 29 anos, considera o sexo um ato “repulsivo” e garante que nunca mais voltará a passar por essa “tortura”. Ao longo da sua vida teve três namorados e viveu com dois deles. O seu maior desejo é encontrar um companheiro que aceite uma relação de celibato e sonha em adotar uma criança.

“Não há nada de mal comigo fisicamente”, e os próprios médicos explicaram isso, afirma Lisa Smith ao ‘Daily Mail’.

“Não houve nenhum incidente obscuro no meu passado que possa explicar a minha aversão. Nunca fui abusada ou maltratada. Não sou homossexual, nem sinto nenhuma atração física por mulheres.”
A britânica de 29 anos confessa que deseja encontrar um homem com quem casar, com quem partilhar o seu dia-a-dia e “abraçar-se à noite no sofá”.

Tudo isto, mas sem sexo, já que esta mulher conforma-se com o facto de que apenas não gosta de sexo. No entanto, se um dia decidir ser mãe, Lisa vai adotar, pois a ideia de “carregar um bebé dentro do ventre” repugna-a tanto como o ato sexual em si.
Aos 16 anos Lisa Smith teve a sua primeira relação sexual com o namorado.

“Eu queria calar os meus amigos – que me consideravam anormalmente púdica – e ser como toda a gente”, conta.
Contudo, esta mulher odiou o momento e, com o passar do tempo, começou a encarar o sexo como uma tarefa que tinha de despachar rapidamente.
Com o final da relação, Lisa procurou vários especialistas da área da saúde para assegurar que estava bem fisicamente. Nunca ninguém encontrou nada fora do normal.
Durante a faculdade, a britânica decidiu voltar a namorar com um jovem chamado John.

Veja também

casal

CASAL DÁ UMA QUECAA EM PLENO AVIÃO

Tem casal que quando viaja no avião tenta usar a casa de banho para dar …

Deixe uma resposta