Condenados após falsa promessa de aumento do pénis

Dupla fazia-se passar por «curandeiros»

Os zimbabuanos Chrispen Chawinga, de 24 anos, e Alex Chipembe, de 31, foram condenados a cinco anos de prisão, depois de enganarem um professor que desejava aumentar o tamanho do seu pénis porque não conseguia satisfazer a sua namorada.

De acordo com o jornal «The Standard», a dupla recebeu três mil euros do professor botsuanês Alfred Morupule, de 34 anos, com a promessa de aumentar o seu órgão sexual.

Durante uma audiência no tribunal de Francistown, em Botsuana, Morupule disse que foi enganado por Chawinga e Chipembe, que se identificaram como curandeiros a firmaram que poderiam melhorar o desempenho sexual do homem.

Morupule acontou que o tratamento não teve qualquer efeito e que tudo continuo na mesma.

Veja também

casal

CASAL DÁ UMA QUECAA EM PLENO AVIÃO

Tem casal que quando viaja no avião tenta usar a casa de banho para dar …

Deixe uma resposta