Ex-Marido de Amy Winehouse admite que levou a cantora para as drogas pesadas

Blake Fielder-Civil, ex-marido de Amy Winehouse, está a recuperar do coma em que entrou no passado mês de Agosto, depois dos seus orgãos terem falhado por, alegadamente, ter misturado drogas e álcool.

Agora, Fielder-Civil, de 30 anos, admitiu pela primeira vez ter sido o responsável pela queda da falecida cantora no vício das drogas pesadas. Em entrevista ao The Sun, o jovem (que está à espera do segundo filho com a actual namorada, Sarah Aspin) disse que ficou «aliviado» ao saber que a morte de Winehouse se deveu ao consumo de álcool e não a uma overdose de drogas:

«Não sei se isso me absolve da minha culpa ou da minha responsabilidade. Mas significa que não matei a minha ex-mulher. Fui eu que levei as drogas pesadas para a nossa relação. Quando os resultados dos exames toxicológicos chegaram, fiquei aliviado por não haver drogas no seu organismo.»

Blake Fielder-Civil passou 32 meses na prisão por roubo e posse de uma imitação de arma, não tendo podido assistir ao funeral da ex-mulher, que teve lugar em Julho de 2011.

Fielder-Civil e Winehouse casaram-se em em 2007 e divorciaram-se em 2009. Durante os 2 anos de casamento foram notícia diversas vezes ao aparecerem com ar desorientado e miserável nas ruas de Londres; numa das ocasiões, estavam cheios de cortes na cara e nos braços.

Fielder-Civil tinha AMY tatuado no pescoço e Winehouse tinha a famosa tatuagem BLAKE’S (do Blake) tatuada em cima do coração.

Na sua primeira entrevista após a morte da cantora, Blake disse que nunca iria amar ninguém como amou Amy Winehouse.

Veja também

casal

CASAL DÁ UMA QUECAA EM PLENO AVIÃO

Tem casal que quando viaja no avião tenta usar a casa de banho para dar …

Deixe uma resposta