No Egito, homens vão poder fazer sexo com as mulheres… mortas.

Várias propostas de alteração à lei estão em discussão, entre as quais também a redução da idade mínima para uma mulher casar.

Caso para dizer que contado, não dá para acreditar. No Egito, o governo prepara-se para aprovar uma lei que permite ao homem ter relações sexuais com a sua mulher, mesmo depois desta estar morta. O único ponto em que a nova legislação pode atuar é no tempo, ou seja, o homem pode fazê-lo, mas tem apenas seis horas para tal, após o óbito ter sido declarado.

O objetivo é permitir ao marido um género de sexo de despedida. A proposta está a levantar logicamente muitas críticas, sobretudo do Concelho Nacional da Mulher (CNM) egípcio, que classifica a nova lei como um atentado ao desenvolvimento do país.

Mas há mais. O governo prepara-se também para reduzir a idade mínima para a mulher casar, que poderá em breve ser de apenas 14 anos.

Estas novas propostas estão a causar revolta nas mulheres egípcias. O novo parlamento do Egito é largamente controlado por políticos islâmicos.

Veja também

A norte-americana Audrey Nicole fez uma publicação no Facebook de homenagem à namorada do seu ex-marido. O texto tornou-se viral.

HOMENAGEM A NAMORADA DO EX-MARIDO TORNA-SE VIRAL

A norte-americana Audrey Nicole fez uma publicação no Facebook de homenagem à namorada do seu …

Deixe uma resposta