Tribunal decide a favor de um sueco apanhado a se masturbar na praia

praiasuecia1

A corte distrital (o mesmo que tribunal em Portugal) de Södertörn, na Suécia, emitiu uma decisão a favor de um senhor de 65 anos que foi apanhado a se masturbar na praia de Drevviken, inocentando o homem de uma acusação de exposição indecente.
De acordo com o jornal sueco “The Local”, o homem, que foi até próximo à água para consumar o ato, não poderia ser acusado de um crime porque ele não estava a se dirigir para alguém em concreto, conforme a interpretação do juiz.
“Para este tipo de ofensa criminal, é necessário que o ato sexual seja direccionado a uma ou mais pessoas. Acho que o veredicto foi correto”, disse o promotor Olof Vrethammar.
Quando foi questionado se era aceitável se masturbar num local público sem se dirigir a alguém, Olof respondeu que “sim”.

Veja também

18 conteudo adulto

QUANDO A FESTA É BOA DEMAIS

Deixe uma resposta